Notícias

Programa Bolsa Verde destina R$ 62 mil a produtores do Perímetro Irrigado Jaíba

http://www.projetojaiba.com.br/Bolsa Verde beneficia produtor do Projeto Jaíba

Bolsa Verde beneficia produtor do Projeto Jaíba

Elen Valéria de Sá

Produtores do Perímetro de Irrigação Jaíba - Projeto Jaíba inseridos no Programa Ambiental Bolsa Verde, através do IEF - Instituto Estadual de Florestas estão recebendo um valor total de R$ 62.346,62, por praticarem serviços de proteção a natureza.

O Programa Bolsa Verde instrumento de conservação e recuperação ambiental foi lançado pelo Governo de Minas em parceria com a Fetaemg, IEF, IGAM, Emater-MG, Seara e Faemg.

O objetivo do Bolsa Verde é apoiar a conservação da cobertura vegetal nativa em Minas Gerais, mediante pagamento por serviços ambientais aos proprietários e posseiros que já preservam ou que se comprometem a recuperar a vegetação de origem nativa em suas propriedades ou posses.

O Programa Bolsa Verde reconhece e premia o esforço e o empenho dos produtores rurais, em especial os agricultores familiares e os assentados de reforma agrária que cotidianamente protegem o meio ambiente que é Patrimônio e Bem Público que beneficia toda a comunidade. O Programa Bolsa Verde não é assistencialismo, é um direito garantido através de uma Política Pública, sendo instrumento de pagamento por serviços ambientais.

Desde o lançamento do Programa Bolsa Verde no ano passado, foram realizadas várias reuniões com o apoio do DIJ - Distrito de Irrigação de Jaíba, Emater-MG - Projeto Jaíba e Codevasf de Mocambinho. Agora, a Comissão do Programa Bolsa Verde lança a lista dos beneficiados de Jaíba: Deraldo Marcelino Batista - Sítio Nova Esperança; José Celestino da Silva - Fazenda São José; Jodeir Mendes Celestino - Agropecuária Jordani; José Batista de Oliveira - Fazenda Sol Nascente; Renilson Mendes de Oliveira - Sítio Nova Cachoeirinha; Valeria Fonseca da Silva - Sítio Fonseca; Cláudio Maurício Cordeiro Pereira - Sítio Bela Vista; Jordenor Barbosa Pereira - Sítio Barbosa I, Sítio Barbosa II, Sítio Barbosa III, e Sítio Barbosa IV; Edermarques Ferreira de Carvalho - Fazenda Boa Vista, Lote 08; Guilherme de Almeida Neto - Fazenda Boa Vista, Lote 06; Helton Medeiro de Carvalho - Fazenda Boa Vista, Lote 17; Luiz José Ferreira Fazenda Boa Vista, Lote 04 e Vânia Aparecida Silva Costa - Fazenda Boa Vista, Lote 11.

As regiões do Norte de Minas; Vales do Jequitinhonha e Mucuri foram uma das maiores contempladas com o recebimento de recursos do Programa Bolsa Verde, através do qual o Governo de Minas garantirá, nos próximos cinco anos, a conservação de 28 mil hectares de vegetação nativa. De um total de 978 proprietários e posseiros rurais que foram selecionados para participar do Programa, na região do Grande Norte serão contemplados 289 agricultores. Juntos eles receberão um montante superior a R$ 2,5 milhões e assumirão o compromisso de conservar mais de 8 mil 887 hectares de matas nativas. O investimento é superior a R$ 6,5 milhões.

Os pagamentos serão efetuados pelo IEF que ressalta a importância do Programa como uma forma de incentivo à conservação ambiental, atuando na geração de emprego e renda.

O Programa Bolsa Verde concluiu a última fase de análise técnica das propostas apresentadas em 2010, para a concessão do benefício pela manutenção da cobertura vegetal nativa. Essa análise atende à deliberação tanto da CPB - Câmara de Proteção à Biodiversidade e Áreas Protegidas do Copam - Conselho Estadual de Política Ambiental, como do CEBV - Comitê Executivo do Programa Bolsa Verde. Depois de feitas três análises foram aprovadas 303 propostas que propiciarão a 978 propriedades ou posses rurais o recebimento do pagamento por serviços ambientais.

Os produtores rurais selecionados pela preservação das áreas assinaram até o dia 15 de agosto o Termo de Cooperação Mútua e entregaram os documentos restantes para ingresso no Programa Bolsa Verde. Com a documentação regularizada, e o número da agência e conta corrente o pagamento começa a ser efetuado.

Segundo o gerente executivo do DIJ, Bernardino Gervásio Araújo, o Bolsa Verde é um grande programa de incentivo aos produtores:
“Preservar e cuidar do seu próprio patrimônio é muito importante, uma vez que nossos produtores estão adquirindo mais conhecimentos sobre a preservação ambiental. O Bolsa Verde é de grande valia, pois além de incentivar o cuidado com o meio ambiente, é um Programa de custo benefício”, satisfeito salienta o Gerente Executivo do DIJ.

 

*Jornalista/Assessora de Comunicação e Imprensa do DIJ - Distrito de Irrigação de Jaíba.

Fotos:

Clique nas fotos para ampliá-las.

Rua B nº 100 - Mocambinho - Jaíba / MG
(38) 3833-4140
Desenvolvido pela 4WAY Web Solutions